Dia Nacional da Fotografia

Uma imagem vale mais do que mil palavras. Em muitos casos, a máxima é verdadeira e, em sua homenagem, não faltam datas que celebrem a tecnologia da fotografia. Dia Internacional da Fotografia, Dia do Repórter Fotográfico e, em 8 de janeiro, o Dia Nacional da Fotografia.

Acredita-se que esta é relembrada no Brasil por ter sido a data da chegada do daguerreótipo, vindo de Paris. Segundo a pesquisadora do Museu Imperial Maria Inez Turazzi, em artigo publicado na Revista de História da Biblioteca Nacional, o aparelho de Louis Jacques Daguerre embarcou na madrugada de 25 de setembro de 1839, chegando à América do Sul meses depois.

Prestando aqui uma singela homenagem .. aos profissionais e amantes dessa arte, a PHOTOGRAPH faz um especial sobre os fotógrafos Kevin Carter, Greg Marinovich, Ken Oosterbroek e João Silva, que na década de 90 cobriram o caldeirão social da África do Sul, e criaram um grupo informal chamado “Bang Bang Club”.

O grupo ficou conhecido por ser extremamente arrojado e se aventurar nas cidades de população negra onde aconteciam batalhas sangrentas. Levados pela adrenalina, pelo desejo de fama ou por compaixão eles colocaram em risco suas vidas mostrando uma realidade que o mundo de população branca não conhecia. A atuação do Clube do Bang Bang foi sempre criticada, principalmente em termos de ética. Se por um lado as imagens contundentes que estes fotógrafos capturavam ajudavam o mundo a abrir os olhos para o horror dos conflitos na África, por outro levantavam a seguinte questão: até que ponto é aceitável um ser humano observar e documentar desgraças de tal magnitude sem se envolver?

Ken Oosterbrek morreu em 94, dias antes das eleições, atingido por um tiro, num conflito nos arredores de Johanesburgo. Kevin Carter se suicidou no mesmo ano, pouco depois de ganhar um prêmio Pulitzer por uma foto que fez no Sudão, em 93, de uma menina desnutrida e faminta que tentava chegar num acampamento de ajuda a refugiados. A menina estava sob a espreita de um gavião que se preparava para atacá-la. Greg Marinovich e João Silva lançaram em 2000 um livro, O Clube do Bang Bang, publicado no Brasil pela Cia. Das Letras.

A fotografia, cujos progressos são imensos e que está, a nosso ver, mui bem classificada entre os materiais das artes liberais, fala aos olhos e detém cativa os curiosos fatigados“. Eça de Queiroz

© Todos direitos reservados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: